Maduras

'Cinco vezes por dia não era suficiente' diz mulher com transtorno de vício em sexo

Busca uma linda mulher 492470

O resultado é uma escalada de sofrimento e decadência física e moral muito bem representada em filmes como Shame e Ninfomaníaca Vol. O compulsivo por sexo tem os estímulos sensoriais muito mais agudos e frequentes. Na medida em que o transtorno progride, o quadro pode ser comparado ao de viciados em drogas químicas, como a cocaína, conta. O vício ocorre quando o impulso natural para o prazer sexual fica fora de equilíbrio e, em vez de simplesmente motivar, ele domina e controla.

Especialistas

Nome, Getty Images. A seguir, duas pessoas que sofrem do vício relatam quanto o transtorno afetou suas vidas:. Nome, Rebecca Barker. Rebecca Barker, de 37 anos, diz que dependência em sexo arruinou seu relacionamento e a levou a se isolar. E arruinar seu relacionamento. Por causa do vício, ela ficava constantemente pedindo para fazer sexo com o parceiro.

Galeria de Fotos

Depois dois casamentos frustrados e mais relacionamentos curtos do que ele é susceptível de contar, decidiu se tratar. Sua vida gira em torno do sexo desde a adolescência. O comportamento, porém, também o fazia sofrer. O quesito se torna visível quando afeta sua vida profissional, social e familiar, diz Victor, que planeja ficar três meses em celibato como parte de seu tratamento. Sofreram do mesmo problema o ator Michael Douglas, o jogador de golfe Tiger Woods e o crooner Latino, que transava 10 vezes ao dia até procurar ajuda.

Leave a Reply

Your email address will not be published.